IFLR 1000 distingue parceiros da Cuatrecasas e PLMJ

IFLR 1000 distingue parceiros da Cuatrecasas e PLMJ

IFLR 1000 distingue parceiros da Cuatrecasas e PLMJ

A Cuatrecasas, Gonçalves Pereira e a PLMJ viram as suas redes de parcerias distinguidas pelos prémios International Financial Law Review (IFLR) 1000 na área de Energia & Infraestruturas.

O diretório realça os parceiros da Cuatrecasas em Angola, Elsa Sousa Rodrigues Associados, considerada “notable firm”, e em Moçambique, Couto Graça & Associados, que está classificada em Tier 1, com dois leading lawyers (o chairman, Pedro Couto, e o managing partner, Jorge Graça) e duas rising stars (os sócios Telmo Ferreira e Faizal Jusob).

A nível de firmas estrangeiras, a Cuatrecasas é distinguida como “notable firm” na África Subsaariana, tanto para Energia como para Oil & Gas, com referências individuais a dois sócios portugueses da CGP, José Diogo Horta Osório e Rui Mayer.

O diretório realça também os serviços prestados pela PLMJ International Legal Network na China, em Angola, através do GLA, e em Moçambique, através do TTA. Em Angola o IFLR dividiu a categoria de Energy and Infrastructure em duas áreas, Infrastructure e Oil & Gas. Nesta categoria, PLMJ manteve a posição de ranking 2.

O diretório nomeia como leading lawyers o managing partner da PLMJ, Manuel Santos Vítor, e o sócio coordenador da Angola Desk da PLMJ, Pedro Metello Nápoles. Como rising stars são indicados o associado sénior da Angola Desk Bruno Xavier de Pina, assim como os associados seniores do GLA João Bravo da Costa e Renato Valenti. Em Moçambique, foi alcançado o ranking 4, mantendo a posição de 2014. Manuel Santos Vítor foi nomeado leading lawyer, tal como o sócio internacional da PLMJ e coordenador da TTA, e Tomás Timbane.

A PLMJ figura também, pela primeira vez, nos rankings da China, nomeada como “other notables”.

Estas recomendações dos rankings IFLR 1000 são baseadas nas opiniões de in-house counsels das principais instituições financeiras nacionais e internacionais, avaliando 110 jurisdições.

advocatus@briefing.pt


Fonte: advocatus.pt